Tudo pelo social?

06/10/2007

Sou pretenciosa e egoísta. Mantenho este blog porque gosto de aparecer. Na verdade, algumas vezes eu gostaria de passar uma mensagem para as pessoas, para sermos pessoas melhores, mas nem sempre eu penso nesse objetivo, que deveria ser objetivo fim do blog.

Pois bem eis que meu mundinho mudou, muita coisa mudou. Após o casamento tive a experiência (muitas vezes traumática) de conviver com as esposas / namoradas dos amigos do meu marido. Acredite essa convivência torna-se muito estranha quando você não encontra certo nível (mínimo) de afinidade. E elas estão ali, com aquela carinha, tipo pensando… ”cara nossos maridos são muito amigos. então temos que ser amigas”. Acho que no fundo, no fundo eu também queria isso, mas simplesmente não rolou. Trata-se basicamente de divergência de interesses. É bem provável que, se eu contar que tenho um blog ouça as seguintes questões: ”mas para que serve? nossa, é passar muito tempo na frente do computador, né?” Resultado, a maior parte do tempo pareço um alien nessa convivência: permaneço calada.

E hoje será um daqueles momentos em que encontrarei essas pessoas. Preciso pensar na roupa que vou vestir e, obviamente numa estratégia para manter a paciência e ouvir aquelas pessoas. Eu sei que sou bastante pessimista nesse sentido, afinal já vejo os assuntos abordados pela mulherada: cirurgia plástica, silicone, emagrecimento, compras (e elas não são nada fashion), etc. Testarei a minha paciência e tentarei agir com otimismo na esperança de ouvir alguma coisa interessante. Enfim, preciso explicar também que não estou necessariamente na melhor fase da minha auto-estima. Muitas vezes penso que eu adoraria estar dentro dos padrões de beleza da sociedade: magra, loura, de cabelos lisos e compridos, sempre com dinheiro  e, com aquele ar de que ”nunca tenho problemas”. Nesse sentido pensar demais é um grande problema. Conversando com a minha irmã, que aprendeu a se aceitar há pouco tempo (algumas tatuagens e alguns piercings depois), ela quis me convencer de que as pessoas também podem valorizar a beleza interior, o conteúdo intelectual e várias doses de ironias e humor negro.

O grande problema é que os valores sociais estão muito estranhos. E nem precisa dizer que aprecio muito mais os amigos do meu marido do segmento ”alternativo”. Uma galera mais sensível que curte culinária, música, etc e tal.

Eis que o grande desafio do dia será parar de me olhar no espelho e me concentrar nas pessoas. Existe uma teoria que afirma que pode-se ajudar a si mesmo ajudando os outros. Sejamos otimistas, vamos acreditar nisso.

Frases do dia:

O sucesso na vida está diretamente relacionado ao que você faz ao próximo.

Se não esperar o melhor das outras pessoas, você não se esforçará para enxergar as boas intenções.

Pare de tentar encontrar felicidade cuidando das suas necessidades em primeiro lugar.

Para pensar:                                                                                                                             Como eu me sentiria e o que faria se estivesse no lugar dessa pessoa?

One Response to “Tudo pelo social?”

  1. Rogério Says:

    Belísssimo texto! Uma clara evidência de seu talento para escritora!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: