Neuroses e relacionamentos

28/11/2007

Contexto: É noite. Estava cansada. Após o trabalho resolvemos nos encontrar num café próximo ao meu trabalho. Eu havia decidido que hoje, pelo menos hoje, eu não iria beber. Resolvemos ir pra casa, cada um no seu carro. Ele demorou e resolveu esticar mais um choppinho num bar próximo…. e assim começa essa história…

 Eu nunca durmo enquanto ele não chega em casa. Não entendo porque isso acontece. Não é questão de ciúmes, nem de necessidade de controlar o ser amado. É algo que simplesmente não sei. Não consigo mais dormir sozinha. Sem ele estou só. Entretanto, não nascemos colados e sinto que mais uma vez ao ouvir a gravação de telefone desligado, irei atrás dele, compulsivamente, num ato injustificado de intuição involuntária, de uma justificativa estúpida de que ”ele precisa de mim”. Maldita a hora em que adquiri essa mania absurda de só dormir ao lado dele. É uma estupidez sem tamanho.

É… eu sei, eu tenho problemas, muitos problemas… E antes que me perguntem, sim… eu vou lá buscá-lo. E daí? Neurótica, eu? Imagina… apenas excessivamente companheira.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: