Valeu a pena

28/12/2007

Cinco da tarde, sexta-feira, último dia de trabalho de 2007. Eis que estou aqui me refrescando com suco de abacaxi de caixinha e biscoito com gosto de gaveta de escritório, apenas aguardando o fatídico horário das 18:30 para ir embora. Enfim, dado a esse exclusivo momento de reflexão penso nas coisas que valeram a pena em 2007… e penso também sobre as mudanças que ocorreram neste ano. Em Brasília faz um belo sol, uma tarde linda e eu aqui reclusa, aparentemente trabalhando.

Sabe eu até que queria fazer umas listinhas das coisas que me agradaram esse ano, até porque agradecer é sempre importante, mas acho que iria ficar muito óbvio. Então vamos as mudanças, às transformações, aos sentimentos… às reviravoltas que a vida dá!

Nesse ano eu me tornei uma pessoa muito mais crítica e chata do que no ano passado. Uma pessoa ainda menos sociável do que era em 2006. Senti muito prazer em tecer críticas esse ano. E talvez justamente por isso só tenha aparecido gente esquisita no meu caminho em 2007. Colegas de trabalho chatos, esposas bregas e chatas (mulheres de amigos do meu marido), dentre outros tipos bizarros.

Nesse ano também me senti muito só. Os amigos sumiram e fizeram falta. Não sei se foi a correria da vida cotidiana ou alguma bizarra conjunção astral que afastou as pessoas umas das outras. Se bem que na verdade quem sumiu fui eu mesmo. Passei o ano me dedicando a incrivel arte do casamento…

Casamento… uma questão polêmica. Você ama e odeia a mesma pessoa várias vezes ao dia. Além do fato de ter de cultivar a arte da paciência e tolerância. E isso vale para ambas as partes (até porque eu sei que não sou fácil!). Ele teve a paciência de me compreender muitas vezes e impulsos malignos para me magoar outras vezes. Você vive com aquela pessoa, conhece todos os seus defeitos e, num dado momento, nas discussões, os defeitos se transformam em arma letal diante do inimigo (ops… companheiro). Amei muito esse ano, amei muito meu marido e continuo não compreendendo a lógica masculina. E o relacionamento vai muito bem obrigada.

Esse ano eu comi e bebi excessivamente. Sei lá porque, mas eu bebi mais do que nos outros anos. E me senti mais frágil, mais velha, mais cansada, sobretudo mais cansada. Em alguns momentos tive a impressão de que não descansei. Devem ser os efeitos da idade. Assim, esse ano eu me tornei uma pessoa bem menos bela do que era nos anos anteriores, porém meu senso estético melhorou muito, minha vida financeira melhorou, o que pode me proporcionar estilo. Muitas vezes estilo não substitui beleza, mas ajuda pra caramba. Enfim, estou menos sexy e muito mais autêntica, com mais estilo e muito mais introspectiva também. Se bem que dessa introspecção não tem saído muita coisa interessante da minha cabeça não. Escrevi menos do que gostaria e o pouco que escrevi não teve tanta quantidade, reconheço. Entretanto este blog, nascido em maio deste ano me fez muitíssimo bem.

Esse ano uma das coisas que valeu a pena foi ouvir música… Ouvi tanta coisa legal e baixei tudinho pela internet. Cat Power, Feist, The Hives, The Killers, Mika, CSS, Cachorro Grande, e tantos outros sons. Um pouquinho do que eu curti este ano, está tudo no meu vodpod.

Ah… e eu gostaria agradecer todos os leitores deste blog.

Em especial um agradecimento aos leitores que sempre aparecem aqui e me dão aquela força!  Valeu mesmo! Este espaço jamais existiria sem feedback!

Hum… e o que mais:???? O que mais??? Ah… que venha 2008! E que terminem logo todas essas frescuras de fim de ano!!!

3 Responses to “Valeu a pena”

  1. Lee Maria Says:

    adoro esses balancetes de final de ano. ao ler o seu, lembrei de um monte de coisas que também mudaram por essas bandas e que eu havia esquecido. beijos e aquele 2008 pra ti.

  2. Ramon Silva Says:

    Fala Renatinha! Tô sumido mas to presente!🙂

    Eu prefiro não fazer balancete no final do ano. Eu o faço todas as vezes que realizo alguma coisa importante na minha vida. Anyways…

    To com novos projetos pra 2008, como vc já sabe, Pensamentos Humanistas, RS Consultoria em Informática e um projeto de escrever um livro que vai ser fodão mas eu ainda não sei o assunto!

    Além disso, não sei se você sabe, eu to escrevendo um romancezinho on-line. Um livro on-demand. http://literatices.wordpress.com. É um ensaio para treinar o que vem pela frente, que nem eu mesmo sei.

    No mais, eu gostaria de te desejar um feliz 2008. Com muita Paz, Saúde, Férias, 13º, etc..etc..etc.. hehehe

    Foque sua vida em outras coisas além do trabalho. Quem entra nesse blog tem a legítima impressão da sua desmotivação com o trabalho, por isso, em 2008 tente dar valor às coisas mais simples. procure uma forma de se sentir melhor, espiritualize-se, ame-se, goze-se, faça de você o centro das suas atenções.

    Que Deus te ilumine para sempre!

    Ramon

  3. Diego Says:

    A gente bate um monte a cabeça, briga, xinga, fica bravo, fica feliz, fica triste, e por aí vai balançando entre estados legais e terríveis… mas no fundo, o importante é quando apesar de tudo temos força para reconhecer que valeu a pena.

    Tá, poderia ter sido menos dark as vezes, mas ainda assim os mais superam os menos.

    Ainda bem🙂


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: