Crise e perguntas sem resposta

09/04/2008

Você sabe quando está em crise quando começa a ser engolido pela rotina e simplesmente não consegue ter tempo suficiente para se dedicar a outras atividades mais interessantes (ler, refletir, trocar idéias, criar, etc). O silêncio deste blog nos últimos tempos reflete isso: estou cheia de afazeres comuns e justamente por isso posso dizer que estou intelectualmente vazia. Criatividade zero. Imersa numa vida burocrática não consigo escrever nem pensar em nada relevante.

Nos últimos dois posts e nos últimos dias pensei muito sobre o futuro, perspectiva profissionais, planos, etc. Tendo em vista a minha iminente chegada aos 30 anos reflito sobre o que fiz até agora na minha vida profissional, se possuo boas perspectivas de crescimento e sobre qual será o prazo ideal para adquirir a tão sonhada realização plena. Estabeleci como prazo uns 5 anos para conseguir ter mais qualidade de vida e, quem sabe depois deste prazo engravidar. Após quase 3 anos de casada é natural pensar em filhos… parece ser uma consequência e complemento natural do relacionamento. Daí surgem as dúvidas… serei uma boa mãe? Terei qualidade de vida para cuidar do meu filho? Estarei estabilizada financeiramente? E se engravidasse agora (no meio do caos) seria legal?  

Profissionalmente estou num momento medíocre. Meu trabalho é lento e mega repetitivo, o que tem me deixado numa preguiça quase que permanente. Meus colegas também não me ajudam muito, alguns dispersos demais, outros já desmotivados e desinteressados, outros vivendo um momento completamente diferente do que estou vivendo, é difícil criar a típica afinidade gratuita da amizade num ambiente assim. Enfim, o que é mais chato nessa situação toda é ter muito serviço mas não ter grandes desafios intelectuais, é chegar em casa tão cansada a ponto de não conseguir ler um livro, é ser absorvida pelos problemas comuns, é ser tachada de dispersa e pouco concentrada simplesmente por não ter interesse real sobre o que faço.

Como sempre estou tentando burlar a crise profissional. Nada que um dia de ócio absoluto e downloads de músicas na internet não cure. Um dia de muito trabalho para criar a sensação de ”metas cumpridas” outro dia de ”metas pessoais no trabalho (entretenimento, internet, etc)”… Dessa vez não funcionou. Talvez porque eu tenha pensado no futuro. Talvez porque eu me venda muito barato por um bom salário, embora as atividades não sejam lá essas coisas… Talvez porque eu ainda não acredite em mim a ponto de romper todos os laços (leia-se profissionais) e recomeçar do zero. Talvez porque recomeçar após mais de 10 anos de vida profissional me dê muito medo.

Enfim, nos últimos dias após ler um texto sobre planejamento estratégico pessoal (cheio daquelas perguntas super constrangedoras, do tipo ”quais são suas perspectivas”) algumas perguntas ficaram sem resposta na minha mente, imersas num mar esquisito de dúvidas existenciais. Eis as perguntinhas:

O que está incompleto na sua vida?

Nas palavras do texto… ”procure entender o que falta para sentir-se realizado em termos profissionais e pessoais”

O que gostaria de aprender?

Nas palavras do texto… ” a resposta indicará suas paixões e poderá revelar talentos latentes que tenha negligenciado no decorrer dos anos, seja pela rotina imposta pelo cotidiano, seja pelo medo auto-imposto”

Imagine-se daqui a alguns anos…

Onde você estará em um, cinco, dez e 25 anos? O que estará fazendo? Quais terão sido suas realizações? Quem terá conhecido? O que terá aprendido?

O restante do texto pode ser lido aqui.

Por hora o desabafo foi feito. E como dizem por aí nada como um dia após o outro para renovar nossas esperanças em dias melhores… e mais produtivos!

 

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: