Bondade e cortesia

30/05/2008

”Bondade e cortesia são as qualidades que mais faltam ao homem da atualidade”

* * *

Há um método que nos permite avaliar o nosso progresso na fé e o nosso aprimoramento espiritual. Primeiro, devemos evitar as desavenças; depois, desenvolver a bondade; por fim, nos tornarmos mais corteses. Se conhecermos alguém com tais atributos, veremos logo que é pessoa polida, que se aprimorou e que possui o intrínseco valor da fé. Essa pessoa será estimada e respeitada por todos nós; suas atitudes valerão como uma silenciosa divulgação da fé; servirá como exemplo de fé concretizada em atos.

Mas o mundo atual mostra-nos, a todo instante como é carente dessa bondade e cortesia. Por toda parte, o ser humano vive apontando os defeitos alheios, odiando e recriminando a toda gente, salientando sempre os seus aspectos desagradáveis. Podemos afirmar que quase não existe cortesia no homem moderno. Há, nele, um requinte de egoísmo, grosseria, espírito calculista e constante desculpa para todos os erros que comete.

(…)

A verdadeira civilização somente será criada do resultado do crescente número de pessoas que agem conforme o cavalheirismo inglês ou a filantropia americana. Ser fiel às regras morais permite a formação de uma sociedade agradável, onde reina o conforto. Se tal sociedade puder ser criada, o Paraíso será uma realidade para o homem.

 

Bondade e cortesia, 25 de outubro de 1950 – Por Meishu Sama

 

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: