Espelho, espelho meu… reflexos da nossa sociedade…

02/06/2008

”Uma sociedade é nascisista quando é mais valorizado o ter que o ser. Quando a busca de notoriedade substitui a dignidade. ”

* * *

Nascisistas negativos e positivos…

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .  

– Narcisistas negativos: investem exageradamente numa auto imagem que, muitas vezes, não corresponde à realidade, e sempre dependem do reconhecimento do outro para acreditar nas próprias qualidades.

Narcisistas positivos: possuem verdadeiro sentimento de auto-estima e sentem gratificação e prazer em relação às suas conquistas e realizações.

* * *

E aí? Com qual dessas características você se identifica mais?

Descobri que sou nascisista negativa… negativíssima para dizer a verdade. Vivo em busca de aplausos alheios. Este tipo de narcisismo se confunde muito com exibicionismo e, não é raro eu ouvir de outras pessoas que sou vaidosa, egoísta, etc e tal. Enfim, nunca é tarde para rever valores, para revermos todos os valores… E apesar de estar tentando desesperadamente buscar uma vida melhor, um destino mais próspero, é difícil, extremamente difícil compreender que isso só posso conseguir sozinha. É inútil esperar algum apoio, a compreensão ou companheirismo do próximo. E eu, que apesar de egoísta, muitas e muitas vezes me preocupei em cuidar das pessoas, fossem os amigos, fossem os familiares (ao meu modo), fosse quem estivesse mais próximo, vejo-me neste momento sozinha. Sozinha, sim, sozinha. Ninguém vai estudar por mim, nem me aplaudir por tal iniciativa, ninguém costuma apoiar (nem admirar) ninguém que não atinge objetivos de forma muito, muito rápida. E a minha vida continua a mesma… se arrastando, seguindo, evoluindo lentamente, porém evoluindo sempre. Pena que, como nascisista negativa não posso contar com nenhum aplauso alheio. Desta vez é um desafio pessoal, solitário e intransferível. Tem dias que só podemos contar com a nossa própria boa vontade… tem dias que devemos esquecer qualquer tentativa de compreensão do mundo… do meu mundo particular, dos meus problemas, porque eles são absolutamente esdrúxulos, fúteis e inúteis para qualquer outra pessoa se preocupar com eles. E este tipo de situação apenas aumenta a minha descrença nas pessoas e na humanidade… e desperta uma sensação de angústia e solidão interior indescritíveis.

Acho que junho será um mês longo demais se continuar neste processo de excessiva análise interior e solidão. Francamente não sei se sou uma boa companhia para eu mesma.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: