gordinha sim… e daí?

22/05/2009

Fernando-Botero-Il-bagno-166778 

Este post faz parte do #momentopretagil

 

Gordinha… muitas pessoas chegam aqui através desta palavra. Eu tinha uma amiga que amava as gordinhas de Botero. Sempre tive muitas amigas gordinhas, mas que nem sempre estavam felizes com sua forma física. Minhas amigas jamais serão magras como modelos de revista, o que elas precisam é apenas ser um pouco mais saudáveis, simples assim. Nem sempre a meta saudável foi atingida, mas isso aí é outra história…

Confesso que sempre sofri com minhas formas arredondadas… Confesso ainda que, sempre briguei com a balança e que sempre tive um caso de amor com massas, pizzas, chocolates e pães. E também confesso que adoro cozinhar, sentir cheiros, sabores, experimentar comidinhas novas, etc.

sofri horrores por causa da balança, do meu corpo, da barriguinha saliente, dos comentários das pessoas do tipo ‘noooossa você emagreceu, hein’(leia-se que este geralmente é o comentário de quem acha que você está até maior, mas que deseja te agradar, cinicamente é claro) e, o clássico dos clássicos, sofri para comprar roupa, trocar presentes e sentir num provador de loja de shopping aquele calor absurdo misturado com a sensação de sufoco de que nada serve, nada passa pelos seus quadris. Afinal, vamos combinar, né… hoje em dia as pessoas acham que todo mundo deve usar 38, 36, etc…

 Já chorei porque não conseguia emagrecer, já chorei porque meu marido queria que eu emagrecesse, já briguei milhares de vezes comigo mesma porque eu queria ser uma daquelas mulheres magrelas da revista Elle. Alta, loira, magérrima e linda, sim… eu queria ser Gisele Bündchen. 

Sempre comprei Boa Forma e achava lindas aquelas histórias de superação… perdi 10 quilos em um mês! Afe! Vai lá minha amiga! Pensava… Eis que comprava a revista, lia, relia, achava as dietas uma graça e, logo em seguida era seduzida pelo aroma de uma macarronada… ou de uma pizza quentinha…

 Certo dia  resolvi aceitar o meu corpo e não ligar muito para essas lojas que só tem roupas minúsculas. É evidente que eu não como besteiras 24 horas por dia e, na medida do possível controlo a minha alimentação tentando ingerir coisas saudáveis como frutas, legumes, etc. Procuro ser saudável, vou à academia e não pretendo promover nenhum grande milagre do emagrecimento.

 Acho que a imagem de mulheres com um corpo mais natural (lembra da propaganda da real beleza do Dove?) deveria ser mais divulgada. Muitas vezes fico imaginando que se houvessem mais modelos ‘gordinhas’ nas revistas, de diversos tamanhos (42, 44, 46, 48…), acabaríamos com essa ditadura da magreza que estraga a mente das pessoas que te encontram pela rua e sempre te perguntam… ‘ah, você está de regime, é?’ Eu sempre ouço essa pergunta e invariavelmente nunca estou de dieta, regime e afins.

 Eu gosto de ser quem eu sou, estou bem com a minha auto-imagem. Acho que devemos nos aceitar como somos. É evidente que isso não quer dizer se acomodar e engordar, engordar, engordar, sem se dar conta dos prejuízos de tal atitude. Isto é irresponsabilidade. Eu visto o mesmo manequim há um tempão e não vejo a balança descer, nem subir há um tempão. Ou seja, se eu chegar hoje aqui dizendo que só serei feliz se perder 12 quilos estarei indo contra a minha natureza. Só isso.

 

E você…. Está feliz com sua aparência?

6 Responses to “gordinha sim… e daí?”

  1. Srta. Bia Says:

    Oi Renata! Já está linkado.

    E o problema todo é justamente o que você ressaltou, devemos ser saudáveis é claro, mas sem grandes sacrifícios, sem querer ser as moças das revistas.
    É possível nos aceitar como somos, mas se quisermos mudar também é bom, o importante é fazer isso com equilíbrio e calma. Pois como disse um médico meu, tudo leva tempo.


  2. […] Universo Paralelo: Momento Preta Gil: gordinha sim… e daí? […]

  3. Cyntia Says:

    Adoreeeeeeeei demais da conta seu post!!!ME ajudou pra caramba!!! Por que eu tenho dificuldades cm meu peso!!!VALEU MESMO!!!!!!!! MUITO OBRIGADA..

  4. caroll Says:

    nossa!
    ótimo texto, me identifiquei.
    não me incomodo com meu peso, me incomodo com as pessoas se incomodando comigo, será que deu para entender?
    rsrs
    as vezes chego a ser mal educada, mas as pessoas ainda não sabem respeitar as diferenças… fazer o que né?!

    gordinhas rulezz!

    =D

  5. caroll Says:

    coincidencia, nossos blogs tem o mesmo título.
    =P


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: