Eu e a crise dos 30…

22/07/2009

Há um tempão não escrevo uma linha sequer, o que necessariamente não significa que não esteja acontecendo nada na minha vida… Coisas boas, coisas não tão boas acontecem… E assim a gente segue… levando, pensando, etc…

Curiosamente hoje me deparei com uma situação peculiar. Meu pequeno irmão (ele tem oito anos) está aqui em casa – ilustre visitante. É uma alegria enorme receber o Pedro. A lógica das crianças é incrível… sempre alegres, nunca preocupados, nem relógio precisam para viver. Gosto tanto de crianças porque eles me lembram uma coisa que perdi há muito tempo… a inocência, alguma alegria espontânea, a fé na humanidade, etc…

Hoje ele está num louco processo de criação musical. Pegou o violão e saiu cantando, literalmente. Grande fluxo criativo, apesar de nenhuma precisão técnica. É puro, é sincero e é de coração. Bonito. Ele veio ao meu encontro (estava na sala e eu no quarto) e perguntou o que eu achei de sua canção. Falei para ele… ‘querido está linda… e você tem vontade de aprender a tocar violão?’ E ele… ‘claro que não, eu quero ser jogador de futebol’.

E, por um breve momento eu fiquei pensando em todas as coisas que eu queria fazer na minha vida e não fiz… Não sou uma pessoa de sentir e manter arrependimentos, entretanto deixei de lado muitas escolhas, muitas coisas legais que eu queria fazer mas considerava idealistas demais para prosseguir. Talvez eu não confiasse em mim, nem achasse que era boa o suficiente. Talvez por isso busquei o caminho mais prático, que hoje se revela como infinitamente mais burocrático, mais tedioso, mais chato…

2 Responses to “Eu e a crise dos 30…”

  1. Virtual Chef Says:

    Crise dos 30…? É melhor não pensar nisso porque senão quando chegar aos 40 é que vai ficar mesmo deprimida! LOL
    Beijo

  2. grecia Says:

    nao sei se existe a crise dos 30 mas,que existe uma grande mudança isso sim,nao sei se por coencidencia ou mero acaso mas realmente eu mudei,penso mais nas minhas açaoes antes de executa las,ate mesmo nas pequenas coisas me pego meditando,isso e novo pra mim chega a ser pertubador,prefiro os 20 quando era tomada pelo impulso,quando acreditava nas pessoas,quando para mim valia a pena sonhar,os 30 me despertou ma realidade que ainda nao aceito,e tudo isso me fez entrar em conflito com meu eu.
    realmente sinto falta de uma epoca em que nao faço mas parte,preciso me adaptar a esse momento,preciso aceitar essa realidade,caso contrario vou perder a noçao.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: